Como declarar o Imposto de Renda?

Como declarar o Imposto de Renda?

Todo o processo é feito usando um programa para computador da Receita Federal. O primeiro passo é acessar o site da Receita e fazer o download do sistema do IR. 

Na hora de usar o programa você deve:

-Informar dados básicos pessoais;

-Declarar seus dependentes;

-Detalhar seus rendimentos, tanto os tributáveis quanto os não tributáveis;

-Informar pagamentos que podem gerar dedução do IR (como consultas médicas e doações);

-Declarar seus bens, direitos e dívidas. 

Todas essas informações fazem parte da declaração. Conforme você preenche os formulários com seus dados, o sistema faz o cálculo e identifica qual o valor certo a ser cobrado. 

Na hora de fazer a declaração, você tem a opção entre o IR Simplificado e o IR Completo. Na declaração simplificada, é aplicado um desconto padrão de 20% sobre os valores que servem como base de cálculo, com valor limitado a R$ 16.754,34.

O que acontece se a declaração não for entregue dentro do prazo ou se eu não declarar? 

O Imposto de Renda tem um prazo para entrega. Todo contribuinte tem alguns meses para fazer a declaração e quitar seus débitos com a receita. Quem atrasar tem um prazo extra para regularizar suas pendências, mas será cobrada uma multa de 1% ao mês, chegando até 20% do valor devido. 

O problema fica mais sério caso você não faça sua declaração. Deixar de declarar o Imposto de Renda pode gerar multas pesadas, que chegam a até 150% do valor do imposto e até pena de 2 a 5 anos de prisão. Veja outros problemas que podem acontecer:

-dificuldades para conseguir empréstimos e financiamentos para imóveis e veículos;

-não será possível investir em produtos como Títulos Públicos e alguns fundos de investimento;

-dificuldade para emitir passaporte;

-você poderá ficar impedido de assumir um cargo público após passar no concurso.

Informações importantes que você precisa saber

Contas Digitais

 As contas digitais também precisa ser declaradas, porém, elas possuem uma pequena diferença. As contas digitais que não oferecem rendimento devem ser declaradas na sessão “Bens e Direitos”. Nessa aba, você deve usar o código 61 para classificá-la e informar o saldo dela.

Caso sua conta seja o que a receita considera como “conta mista de investimentos”, como é a Conta PagBank, ela deve ser declarada em outro lugar. 

Você precisará declará-la na aba “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva” e também na aba “Bens e Direitos”. O saldo deve constar na aba “Bens e Direitos” enquanto o rendimento da conta deverá ser inserido na aba de rendimentos. 

Auxílio Emergencial 

O Governo Federal trouxe mudanças para o Imposto de Renda devido ao Auxílio Emergencial pago em 2020. Quem recebeu o auxílio e ganhou mais de R$ 22.847,76 em rendimentos tributáveis no ano passado deverá não só pagar o IR, mas também devolver o valor recebido via auxílio emergencial. 

Isenção para pessoas doentes

Além da isenção por renda anual, doenças graves também tornam uma pessoa isenta do pagamento de IR. Confira no site da Receita Federal a lista das doenças que geram a isenção.

Saque emergencial do FGTS

Quem recebeu mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis e fez o saque emergencial do FGTS terá que declarar essa movimentação.

Mudança de emprego

Na declaração você não precisa informar que mudou de trabalho, porém, você precisará dos informes de rendimentos emitidos pelo antigo e atual empregador na hora da declaração. 

Declaração de investimentos

Investimentos precisam ser declarados na aba “Bens e direitos”. Cada um  tem um código específico, que precisa ser informado também. 

 Dúvidas?

Agende um horário para melhor atendê-lo (a).

Curta a nossa página: https://www.facebook.com/advocaciacst

WhatsApp (18)3305-8536