Empréstimo Consignado


Quem faz uma dívida, geralmente está preocupado com o quanto terá que pagar no fim das contas. Afinal, ninguém quer pagar mais ou ficar endividado. É por isso que o empréstimo consignado tem um valor máximo de parcela, estabelecido por lei.

A lei nº 10.820/2003 estipula um limite de 35% do rendimento líquido mensal para evitar prejuízos nas contas dos Aposentados, Pensionistas, Servidores Públicos e Trabalhadores de empresas privadas.

Beneficiários do INSS que recebem aposentadoria ou pensão podem comprometer margem de até 30% sobre o valor da renda mensal. Já 5% deve ser destinado para a amortização de despesas do cartão de crédito consignado.

                                       


Veja um exemplo: se a aposentadoria é de R$ 1.800 mensais, o valor máximo das parcelas para quitar o empréstimo não podem passar de R$ 540. Já para o cartão de crédito, R$ 90, podendo portanto, ser utilizados simultaneamente.
O valor de R$540 pode se referir a um único contrato ou a mais de um contrato. Essa é a única categoria que pode usufruir de até nove linhas de crédito, por benefício.
Analisamos seu contrato de Empréstimo. Conheça seus direitos!
⚖️Advocacia CST-Assessoria e Consultoria Jurídica
Atuação: Trabalhista, Cível, Previdenciário e Penal 
☎️ WhatsApp(18)99721-7869 

📩advocaciacst@gmail.com